Arquivo da categoria: Diversos

O nosso S.O.S está de volta.

Padrão

 

Depois de algum tempo sem tempo…O nosso S.O.S está de volta! Embora ainda me organizando.Quem gosta de envolver-se em várias atividades e quer tudo ao mesmo tempo sabe o que estou falando.

Como este louco ser em eterna construção que sou, não consigo ficar muito tempo longe de vocês, que são mais que leitores das minhas Fabíolices. São amigos.

Até breve…

Um beijo, sem queijo.

Fabi Brito.

 

APRENDA A FAZER UM DELICIOSO LICOR CASEIRO: O SABOR DOS FESTEJOS JUNINOS NO NORDESTE

Padrão

              Os festejos juninos já começaram. Não sei como funciona em outras partes do Brasil e do Mundo, mas aqui no Nordeste a celebração tem origem indígena, com muita comida e bebida, em comemoração a boa colheita tendo em vista que este é um mês úmido, com clima propício a plantação.

HISTÓRIA DOS FESTEJOS JUNINOS

            As celebrações dos dias 13, 24 e 29 de junho que correspondem a Santo Antonio, São João e São Pedro, foi oriunda da Igreja Católica através dos Europeus. As festas juninas no formato com que hoje as conhecemos tem origem nas festas dos respectivos santos populares de Portugal. A música e os instrumentos usados (cavaquinho, sanfona, triângulo ou ferrinhos, reco-reco etc.) estão na base da música popular e folclórica portuguesa e foram trazidos ao Brasil pelos povoadores e imigrantes de lá.

     As roupas caipiras são uma clara referência ao povo campestre que povoou o Brasil, com muitas semelhanças do modo de vestir caipira brasileiro. Do mesmo modo, as decorações com que se enfeitam os arraiais iniciaram-se em Portugal, as novidades que na época dos descobrimento foram trazidas da Ásia, tais como enfeites de papel, balões de ar quente e pólvora. Inclusive o costume das fogueiras para aquecer as noites frias típica do mês de junho. Porém, nem tudo partiu de Portugal. Enquanto os portugueses e Italianos preferiam um bom vinho os Holandeses difundiram o hábito de saborear um delicioso licor nas noites de frio.

A ORIGEM DO LICOR:

         Licor, do latim liquifacere, significa dissolver ou liquefazer. Pode ser definido como uma bebida alcoólica, adocicada e aromatizada por substâncias vegetais, como: frutas, flores, sementes, ervas e extratos, através de um processo de maceração (descanso) por tempo indeterminado.

       Sua história tem origem há 200 anos antes de cristo em lendas de amor e bruxaria, como um elixir para seduzir o amado. No século X foi aperfeiçoado pelos árabes através da técnica de destilação e fermentação e reinventado pelo alquimista catalão Arnould Villeneuve tendo como princípio o poder curativo.

       Por volta de 1500 a produção artesanal de licores já estava bem desenvolvida, com várias “casas” preparando suas próprias receitas, Foi quando o holandês Lucas Bols, em 1575, teve a visão de construir a primeira e até hoje mais antiga destilaria de licores do mundo, fundando a Bols Royal Distilleries, em Amsterdã, capital holandesa. Por volta desta época o maravilhoso sabor dos licores chega ao mundo adoçando o paladar após o almoço e  consequentemente ao Brasil.

       Se você assim como eu adora um licor e tem curiosidade de saber como é feito, o nosso S.O.S copilou a receita do Jornal Regional Correio da Bahia e compartilha com vocês duas receitas dos tradicionais licores dos festejos juninas aqui do Nordeste. Fica tão saboroso quanto os comercializados por ai. Tenho certeza que irão adorar e o melhor, poderão usufruir dessa delícia em qualquer época do ano.

ANOTA AI!

FONTE: CORREIO24HORAS.COM.BR

Assista ao vídeo exibido na TV Record em 19 de junho de 2012, com a receita.

Dá para adaptar a receita dando outros diversos sabores, a exemplo de limão, abacaxi, uva, tangerina, laranja, passas, maracujá , chocolate, entre outros, o segredo consiste no tempo de descanso da fruta na cachaça e a formação da calda com água e açúcar para fusão com a cachaça.

Espero que tentem fazer e compartilhe com a gente sua opinião sobre esta receita. Huummm! deu uma vontade! #partiu#fazer o meu#.

Beijocas da Fabi

Fonte: Wikipédia/ Correio 24horas/ TV Record/ http://www.mixologynews.com.br

 

 

FELIZ DIA DAS MÃES!

Padrão

COMO SURGIU O DIA DAS MÃES?

Anna Jarvis

Sabe-se que foi nos Estados Unidos em maio de 1905, na Cidade de Virginia Ocidental. Idealizado pela pastora Anna Jarvis que ficou depressiva com o falecimento de sua mãe e com a ajuda de suas amigas resolveu criar uma comemoração com intuito de buscar fortalecer os laços familiares e o respeito aos pais.

Após três anos seguidos de celebração denominou de Dia das Mães. A primeira celebração oficial aconteceu em 26 de maio de 1910, quando o governador William Glasscock incorporou o dia ao calendário de datas comemorativas do estado.

Rapidamente outros estados americanos aderiram à comemoração e em 1914 foi unificado sendo comemorado sempre no segundo domingo de maio.

No Brasil o primeiro dia das mães foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, em 12 de maior de 1918. Em 1932 Getúlio Vargas decreta o feriado no Brasil.

Logo a data passou a ter um cunho comercial, porém sem perder seu objetivo principal. Embora os laços familiares devam ser fortalecidos diariamente, foi graças a iniciativa de mulheres como Anna Jarvis que pelo menos uma vez ao ano os filhos possam lembrar do maior exemplo de amor incondicional e verdadeiro: o amor de mãe.

Nesta data o nosso S.O.S não podia deixar de desejar a todas as mamães e todos os papais guerreiros que são verdadeiros “pãis” para seus filhos e a todas as famílias em sua diversidade de formatos um maravilhoso dia das mães.

Fonte: Nova Era / Google imagens

Beijocas da Fabi.